A revelação do Banhado

Getting your Trinity Audio player ready...

Nas terras de São José, um banhado se revela,
Oásis que contrasta com a cidade moderna.
Lá, onde a natureza desabrocha em sua tela,
Vislumbro um cenário de beleza eterna.

À margem do rio sereno, um espetáculo de cores,
O verde das vegetações, os tons dourados do sol.
O reflexo das nuvens, dançando entre as flores,
No espelho líquido, a harmonia se faz arrebol.

O banhado respira vida, em cada estação,
Palco de aves que, em sinfonia, cantam ao vento.
Caminhar por suas trilhas é sentir a emoção,
De um ecossistema vivo, abraçando o momento.

Erguem-se árvores altivas, testemunhas do tempo,
Que contemplaram histórias, lendas e poesias.
Guardam segredos milenares, num silêncio lento,
Envolvendo os visitantes com suas melodias.

No banhado de São José, a tranquilidade se estende,
Envolvendo a alma inquieta em serenidade profunda.
Um convite à reflexão, onde a paz se estende,
Em meio à natureza, a vida se fecunda.

Oh, banhado de encantos, inspiração dos poetas,
Tu és a musa que alimenta o coração da cidade.
Em teus caminhos, encontramos as respostas completas,
E, na tua grandiosidade, enxergamos nossa verdade.

Que se perpetue a visão do banhado em nossa mente,
E que em seus encantos sempre possamos nos perder.
Pois é no esplendor dessa paisagem tão envolvente,
Que encontramos a paz, a inspiração e o prazer.

Em São José dos Campos, o banhado é tesouro,
Cultivado com carinho, preservado com devoção.
Um pedacinho de paraíso, onde se faz um voto de louvor,
Ao esplendor da natureza, que nos toca o coração.

Loading